Jejum intermitente é um termo amplo que abrange várias estratégias, que consistem em abster-se da alimentação por um período de tempo específico, e depois, realizar as refeições na chamada “janela de alimentação”.

Vários estudos recentes sugerem que o jejum intermitente é eficaz, assim como a restrição calórica tradicional para perda de peso e melhora dos parâmetros de pacientes com diabetes. No entanto, ainda não está claro se o jejum intermitente melhora os indicadores de risco de diabetes da mesma forma que a restrição calórica.

Um estudo de revisão publicado neste ano teve como objetivo responder a seguinte pergunta: “como os diferentes tipos de jejum intermitente afetam os parâmetros do diabetes em pessoas com sobrepeso ou obesidade?” e para isso avaliaram 11 estudos publicados sobre o tema incluindo ensaios clínicos randomizados, cross-over, estudos piloto, estudos de caso, publicados entre 2005 e 2020, escritos em inglês.

Alguns critérios de inclusão para os estudos foram usados nesta revisão, como:
– População consistindo de pessoas obesas ou com sobrepeso com IMC acima de 25,0 ou pessoas com peso corporal normal com diabetes tipo II, com idade > 18 anos, sendo mulheres e homens;
– Presença de problemas como excesso de peso corporal, níveis anormais de glicose em jejum ou insulina, HOMA-IR ou hemoglobina glicada;
– Intervenção com o uso de diferentes tipos de jejum intermitente (alimentação por tempo restrito, jejum em dias alternados, jejum completo em dias alternados).

Dentre os 11 estudos avaliados, analisaram, ao todo, três estudos que descreveram os efeitos da alimentação por tempo restrito (TRF), seis estudos que avaliaram o jejum em dias alternados (ADF) e 2 estudos sobre o jejum completo em dias alternados (CADF) na perda de peso e nos parâmetros de diabéticos.

Alimentação por tempo restrito:

A alimentação por tempo restrito consiste em alimentar-se com determinado valor energético durante a “janela de alimentação”, que dura algumas horas, por exemplo 8h, seguido por um período de jejum por aproximadamente 16h, podendo as horas de jejum e alimentação serem encurtadas ou estendidas.

Todos os estudos mostraram os efeitos do jejum por tempo restrito na perda de peso, mas em um estudo, esse efeito não foi estatisticamente significativo.

Em estudo investigou-se adicionalmente os efeitos dessa estratégia na perda de gordura. TRF também reduziu a glicemia de jejum (em 1 caso) e a insulina de jejum (em 2 casos), sendo que em dois estudos, teve um efeito na redução do HOMA-IR. O efeito nos níveis de hemoglobina glicada não foi estudado em nenhum dos artigos.

Jejum em dias alternados:

O jejum em dias alternados permite o consumo de 20 a 25% da demanda energética em dias de jejum programados. Este esquema forma a base da dieta 5:2, que está associada a uma restrição energética severa por 2 dias ininterruptos por semana e alimentação ad libitum pelos 5 dias restantes.

Para o jejum em dias alternados, foi observada perda de peso significativa em 5 estudos, sendo ela causada por uma diminuição de gordura corporal.

Quatro estudos mostraram redução na glicose de jejum e um estudo na hemoglobina glicada. Em seis estudos, o jejum em dias alternados teve um efeito nos níveis de insulina em jejum e em quatro estudos, no índice HOMA-IR.

Jejum completo em dias alternados:

O jejum completo em dias alternados consiste em dias de jejum alternados (sem consumir alimentos e bebidas de alta energia) com dias de alimentação (ad libitum).

Em 2 estudos nos quais o jejum completo em dias alternados foi utilizado, houve uma diminuição na glicose e na insulina de jejum, além da diminuição da hemoglobina glicada em 1 caso.

Estudos recentes sobre o jejum intermitente produziram resultados promissores que apoiam fortemente outros ensaios clínicos em pacientes com doenças crônicas relacionadas a idade e a obesidade.

Uma importante questão clínica e científica é se a adoção de um regime de jejum regular e intermitente é uma estratégia viável e sustentável que pode ser usada na promoção da saúde. Além disso, ensaios clínicos adequados são necessários para verificar se o jejum intermitente pode complementar ou substituir a restrição energética e, se for o caso, facilitar a melhora a longo prazo do metabolismo e do controle de peso.

 

Referências:
1) Donnelly JE, Blair SN, Jakicic JM. Appropriate physical activity intervention strategies for weight loss and prevention of weight regain for adults. Med Sci Sports Exerc. 2009;41:459–71;
2) Brown JE, Mosley M, Aldred S. Intermittent fasting: a dietary intervention for pre-vention of diabetes and cardiovascular disease? Br J Diabetes Vasc Dis. 2013;13:68–72;
3) Tinsley GM, La Bounty PM. Effects of intermittent fasting on body composition and clinical health markers in humans. Nutr Rev. 2015;73(10):661–74;
4) Nowosad, Karolina, and Monika Sujka. “Effect of Various Types of Intermittent Fasting (IF) on Weight Loss and Improvement of Diabetic Parameters in Human.” Current Nutrition Reports (2021): 1-9.